Queridinha do estilo indie rock, a banda Florence + The Machine conta os detalhes do álbum intitulado de “High As Hope”. Com 10 músicas, a obra é a quarta da carreira de Florence.

A vocalista Florence Welch, de 31 anos, revelou em entrevista ao site The Guardian, que o álbum é muito importante para sua carreira, sobretudo porque é o primeiro da carreira em que ela gravou totalmente sóbria. A vocalista havia revelado em outra ocasião os seus problemas com alcoolismo, drogas e o distúrbio alimentar da adolescência.

“Eu estava bêbada na maior parte do tempo. Bebia vários martínis. Minha maneira de beber eram três doses de uma única vez. Eu nunca me interessei por um bom copo de vinho”.

Um pouco mais madura, Florence traz essa vibração ao novo álbum em que ela pode acima de tudo compreender a si mesma e transmitir toda essa energia em suas músicas autorais.

“Quando percebi que poderia me apresentar sem a bebida, foi uma revelação. Há desconforto e raiva, e o momento em que eles se encontram é quando você se abre. Você é livre.”

Em entrevista ao portal, ela contou ainda que quando estava no palco se sentia absolvida. Ninguém nunca estava bravo com ela. No entanto, era a vida fora dos palcos que tinha que ser trabalhada.

Mas engana-se quem pensa que com a mudança no estilo de vida, o novo álbum de Florence tenha perdido a qualidade artística de antes. Pelo contrário, ela mesma disse que está mais entregue do que nunca.

“Antes, eu achava que corria em um motor de caos, mas quanto mais pacífica sou, mais posso dar ao trabalho. Eu posso resolver coisas que eu não era capaz de fazer antes. O mais estranho é que, por mais pessoal que pareça, assim que você diz, outras pessoas dizem: Eu também me sinto assim’”.

Para conferir o álbum de Florence basta acessar as plataformas do Spotify e Deezer.

Mais Mulher entende o universo feminino e traz informação sobre alimentação saudável, atividade física, yoga, amor, sexo, moda, comportamento e beleza em um só lugar.

msisdn